sábado, 28 de outubro de 2017

Mania de se espiritualizar tudo

Imagem relacionada

Existem diferenças gritantes entre o que é espiritual e o que é de ordem social ou material. No entanto, na maioria das vezes as pessoas procuram respostas ou até considerações no sentido religioso para aquilo que se poderia resolver de forma lógica e conveniente.

Por diversas vezes já ouvi alguém dizer: Vamos orar! Não que a oração não tenha o seu valor. Uma das minhas decisões sobre qualquer coisa é que: Se eu não posso resolver com diálogo, vou orar e jejuar sobre o problema. Mas às vezes, uma boa conversa, ou uma palavra direta pode solucionar a questão. Um ditado popular afirma que "por falta de um grito se perde uma boiada". 

Não que brigar, discutir em voz alta, ferir com palavras a outra pessoa, transformar a casa numa praça de guerra, possa trazer algum benefício ou mudança. As vezes, precisamos esperar para agir ou para tocar no assunto. Tudo depende do nosso controle emocional e do senso de prioridade.

Enfim, os problemas de ordem social, política, financeiro, moral e sentimental tem soluções plausíveis. Embora eu pense que a solução para os problemas políticos no Brasil está condicionada a moral de cada candidato eleito e aí fica difícil esperar que a Justiça prevaleça.

Mas nem tudo depende do agir de Deus e foi por isso que Ele nos deu o livre arbítrio. No episódio da saída do povo de Israel do Egito em que eles estavam em frente ao Mar Vermelho, Moisés foi orar e a resposta de Deus foi: "Por que clamas a mim, dizes aos filhos de Israel que marchem" (Êxodos 14.15) ou seja, era hora de agir. Mesmo que o momento seja crítico temos capacidade para analisar uma situação e achar a solução.

Os problemas comuns na família, no trabalho, na vida pessoal que acontecem no dia a dia podem ser resolvidos. Basta se achar um "denominador comum" para todos. O importante é manter o equilíbrio diante das situações. 

Mas o que me fez pensar porque as pessoas têm essa mania de espiritualizar tudo foi a frase que coloquei na minha página da rede social: Cada um vive do jeito que quer!  Eu estava realmente pensando na praticidade da vida, na forma como as pessoas decidem passar o seu dia a dia e que por mais que alguém ache que está errado isso ou aquilo, foi a escolha da pessoa. Não se pode ter uma vida plena e satisfatória tentando mudar o pensamento dos outros o tempo todo.  Mas os comentários foram de ordem espiritual do tipo: "Não mais vivo eu mas Cristo vive em mim". Ok! Nada contra! Mesmo porque a comunhão com Deus é algo pessoal. E esse tipo de declaração nos sensibiliza no tocante a vida espiritual da pessoa que não prioriza mais as coisas do mundo e sim os mandamentos de Deus e a Sua vontade.

Mas em uma análise geral pode ser que para algumas pessoas é bem mais fácil "colocar tudo nas mãos de Deus" e ficar esperando um milagre. Nem todo mundo tem disposição para lutar e vencer barreiras basta observar os textos bíblicos para ver que Deus colocou alguns para liderar, guerrear, administrar e aconselhar o povo. 

O que não quer dizer que você tenha que ficar à sombra de uma árvore enquanto a vida passa diante dos teus olhos.


Marion Vaz




Nenhum comentário:

Postar um comentário